20110817

Musicoterapia | Leitura recomendada

8 comentários:

Margarida Alegria disse...

Pensar que a Música pode ter tal poder benéfico sobre tantos destes problemas-- Ansiedade, Cancro, Deprssão, Alzheimer...- é simplesmente maravilhoso.
Mas saber que geralmente é sobretudo um gesto de atenção ou uma simples palavra amiga, carinhosa e atenta, que pode fazer tanto mais ou melhor para minorar tais sofrimentos(depressão, ansiedade, cancro...)e que isso cada vez mais é negado...causa-me total espanto,perplexidade.É também dos livros que uma boa rede de afectos ampara quem sofre destas doenças. É dos livros, está mais que COMPROVADO, mas muitos preferem enovelar-se no seu sofrimento.
Pelos vistos, ter esses gestos modestos custa muito mais, pois implica às pessoas darem um pouco de SI PRÓPRIAS, do seu tempo, da sua paciência, da sua compreensão.
Porém são tempos rudes, pelos vistos. O mundo cheio de meios de comunicação mas onde cada vez menos os que se dizem seres humanos sabem descobrir o atalho de comunicação para o coração alheio.
Um mundo de mercantilismo, fechado, que vira costas.
Resta então as Aromaterapias, as massagens,as coloroterapias... a Musicoterapia...
Viva ao menos a Musicoterapia! :-)
"Adoro" música. Alguma por vezes consegue iludir-nos, no entanto sara-nos muitas feridas e é uma magnífica magia Humana e da Natureza.
Viva a Musicoterapia! E os animais também,excelentes terapeutas.E os amigos, a Amigoterapia. :-))
(T. Novas, um fantástico planeta, se calhar fica noutra galáxia...Os verdadeiros amigos ficam à distância de um gesto, uma palavra...Como a vida tem tanto de absurdo e cru...):-/
Saudações em dó sustenido (existe dó sustenido, não existe? Se existir, é então "dó",muito e muito sustenido, à espera dum amanhã de Sol).

Margarida Az disse...

Margarida Alegria, existe Do sustenido e até dó sustenido duplo.

Entre o Dó e o Ré, no piano, há uma tecla preta. Essa é o Do # ou Ré bemol. O Do sustenido duplo, no piano, equivale a Ré. Mas existem e coexistem. Têm contextos próprios.

Boa noite,
M.

Margarida Alegria disse...

É isso! Já só tinha uma vaga ideia. Obrigada pelo esclarecimento!Foi uma mini-terapia para a minha ignorância musical também.
Nesse caso brindo a esse dó sustenido e duplo! Venha um duplo! :-))
Tenham ou não contextos próprios, pois podem fazer acordos,ups!, acordes... o que interessa é o contexto da música e a harmonia.
E que seja em tecla preta, que não me importo,não sou racista.
:-))
"Friends are like the notes of a song: one melody, one harmony. Together, they make music." (não me lembro de quem é o autor da frase)
Obrigada e boa noite.
M. Joy

Margarida Az disse...

Voltando à música, uma melodia pode ter várias e diferentes harmonias e isso, até pode tornar essa ideia musical mais bonita.

Não se trata de ignorância mas de ... desconhecimento. Não temos de saber tudo, certo?

A vontade de aprender e saber mais, é muito bonita.

Não se desiste disso com facilidade.

Uma boa noite para ti, Margarida Alegria.

Margarida Alegria disse...

Não, não temos de saber tudo. Por isso é que perguntamos a quem sabe.E de preferência a quem sabe muito do assunto.
É maravilhoso escutar quem sabe,com tudo que traz no que explica da sabedoria Humana em geral, da sua especialidade, e também de si, da sua própria personalidade, da sua voz.Quem aprende, sabe e ensina do que sabe são mini-biblitecas humanas, quase sem reparar. E isso é muito bonito.
Gosto muito de aprender. Sempre.
E não sou pessoa de desistir com facilidade,eheh. Acho até que detesto as facilidades.
E como gosto das ideias musicais que se concretizam em belas melodias, com muitas harmonias! É a arte mais misteriosa e completa.
Mais misteriosa e completa só a Harmonia no Mundo, quando ela existe.
Se calhar vem daí a tal melodia celestial, música das Esferas ou como se chama...
Uma noite celestial e descansada para ti, Margarida Az.

Margarida Az disse...

Uma noite igualmente serena e feliz para ti.
Até sempre.
M.

Margarida Alegria disse...

Até sempre e sempre.
Até breve.
Até logo, M.:-)
Bj

rui teresa disse...

é extraordinário.

:-)

  © Blogger template 'The Base' by Ourblogtemplates.com 2008. Adapted by Margarida Azevedo (Março, 29, 2009).

Back to TOP